Tamanhos das Amostras e Recipientes Recomendados

Para quantidades mínimas, por favor entre em contato conosco

As seguintes recomendações não são requisitos, são orientações gerais. Podemos analisar quantidades extremamente pequenas de carbono em nosso Espectrômetro de Aceleração de Massas (AMS em inglês).

Requisitos de tamanho de amostra individuais variam. Nós sempre recomendamos que você escolha as melhores amostras para os seus objetivos de investigação. Se você está preocupado com a possibilidade de suas amostras serem muito pequenas, entre em contato conosco para aconselhamento.

As quantidades listadas abaixo assumem que o material é seco e livre de materiais aderidos ou associados.

Pré-tratamento – É importante compreender os pré-tratamentos que serão feitos nas amostras, visto que os mesmos afetam diretamente o resultado final. Fique à vontade para entrar em contato conosco para conversar sobre os pré-tratamentos ou solicitar que entremos em contato depois que os pré-tratamentos tenham sido feitos (e antes da datação).

Beta Analytic removeu as taxas de cancelamento e análises parciais (exceto extração de celulose /solvente) para amostras que são muito pequenas ou não fornecem carbono adequado para datação AMS.

OBS – As taxas incluem medições de δ13C, relatórios de garantia de qualidade, calibração de calendário quando necessária, acesso eletrônico permanente a resultados anteriores e análises em andamento. Quando as amostras são enviadas para datação por radiocarbono, elas também incluem, sem nenhum custo extra, análises d15N de ossos não cremados; d18O para carbonatos; e d18O e d2H para as águas subterrâneas.

Ao selecionar um dos matriais abaixo, você poderá acessar informações sobre como selecionar suas amostras, quais pré-tratamentos laboratoriais são feitos e também verificar se haverá algum custo adicional.

Clique no nome do material para ver encargos adicionais (se houver), a seleção da amostra, e procedimentos do laboratório de pré-tratamento. Informações sobre o nosso serviço RadiometricPLUS é encontrado aqui.

Encargos adicionais – Uma taxa de extração de colágeno é aplicável, além do preço convencional.

Seleção de Amostras – Pedaços, lascas e aparas são as melhores para análises. Se suas amostras já estão pulverizadas entre em contato conosco para discussão a respeito.

Mais informações sobre o pré-tratamento e datação de chifres por radiocarbono

Taxa de extração do colágeno aplica-se, além do preço normal.

Dada a baixa densidade dos ossos de pássaros, a quantidade de colágeno Por unidade de grama em um osso de pássaro é bem menor que em ossos de outros animais. Além disso, frequentemente a quantidade de ossos de pássaro disponível é muito pequena. Tentativas de datar com radiocarbono amostras de osso de pássaro de no mínimo 300 miligramas foram bem-sucedidos, nos casos em que a preservação é boa. É preciso ter em consideração à fonte de alimentos e a possibilidade do efeito reservatório.

Mais informações sobre a datação de ossos por radiocarbono

Ossos que foram submetidos a aquecimento em baixas temperaturas. Eles são tipicamente descoloridos e geralmente frágeis.

Encargos adicionais – A taxa de extração do colágeno é adicionada às taxas de Datação AMS.

Seleção de Amostras – Aquecimento de baixa temperatura causam danos ao colágeno, tornando-o menos resistente à preservação e mais suscetíveis à uma contaminação difícil de remover. Se possível, é melhor escolher as peças que tenham sido submetidas ao menor aquecimento. Escolha bons fragmentos de osso cortical, de preferência a partir dos eixos de fémur ou da tíbia, uma vez que estes preservam bem. Ossos esponjosos, tais como bola e soquetes, vértebras etc. não preservam bem e são menos propensos a produzir colágeno suficiente após aquecimento de baixa temperatura.

O grau de aquecimento e condições de enterro determinarão se um osso aquecido pode ser datado pela técnica AMS. Não há maneira de prever o que será recuperado de um osso aquecido. Ocasionalmente bom colágeno pode ainda estar disponível. Em outras ocasiões, orgânicos podem ser recuperados, mas não seriam identificáveis ​​como colágeno. Datar estes “orgânicos ósseos residuais” podem produzir resultados razoáveis ​​no AMS, mas o cuidado deve ser tomado com a sua interpretação.

Não há taxas de cancelamento aplicadas se um osso aquecido for determinado como impróprio para datação após os pré-tratamentos.

Mais informações sobre pré-tratamento e datação de ossos por radiocarbono

Ossos que foram submetidos a aquecimento de alta temperatura suficiente para carbonizar o colágeno sem removê-lo.

Encargos adicionais – são aplicáveis taxas de extração de colágeno, para além do preço de datação AMS padrão.

Para que um osso carbonizado renda uma datação por radiocarbono depende do grau de carbonização. Se for baixo, o osso vai se qualificar como queimado – consulte a secção acima. Se for alto, todo o carbono disponível pode ter sido queimado. Geralmente, se é preto ou azul, há uma boa chance de ter colágeno carbonizado disponível para a datação AMS. Se é branco e parece altamente calcinado, é improvável que uma data de AMS sobre carbono carbonizado será atingível. Ocasionalmente bom colágeno pode ainda estar disponível. Em outras ocasiões, orgânicos podem ser recuperados, mas não seriam identificáveis ​​como colágeno. Datar estes “orgânicos ósseos residuais” podem produzir resultados razoáveis ​​no AMS, mas o cuidado deve ser tomado com a sua interpretação.

Não há taxas de cancelamento se um osso carbonizado é considerado inadequado para datação depois de pré-tratamentos.

Mais informação sobre o pré-tratamento e a datação de ossos

Ossos que tenham sido expostos a temperaturas superiores a 600 graus Celsius, por um tempo suficiente para remover os íons de carbonato solúveis, tais como a calcita e o carbonato adsorvido, deixando inalterada o carbonato estrutural primário original do osso.

Encargos adicionais – Taxa de extração de carbonato de osso se aplica para além do preço normal.

Seleção de Amostras – lascas brancas ou pedaços que mostram pouco ou nenhum sinal de manchas pretas, azuis ou cinzas são as melhores. Rendimento de carbonato a partir de secções separadas de osso pode ser indicativo de cremação incompleta. Para testar isto, duas porções de osso são testadas para a produção de carbonato. Se eles são semelhantes, o laboratório prossegue com a datação AMS. Se eles são diferentes, o laboratório irá contatá-lo para discutir a possibilidade de continuar ou cancelar a análise.

Datação de carbonato de osso é um pedido especial que incorre em custos adicionais. Entre em contato conosco antes de enviar amostras para datação de carbonato de osso.

Taxas de cancelamento não serão aplicadas se uma amostra de osso cremado é considerada inadequada para a datação depois do pré-tratamento.

Mais informações sobre pré-tratamentos e datação de ossos por radiocarbono

Encargos adicionais – taxa de extração do colágeno aplica-se, além do preço normal

Seleção de Amostras – Você deve escolher ossos corticais dos ossos maiores do corpo humano (fêmur, tíbia, osso do braço, mandíbula, crânio e placa por vezes, as costelas). Ossos densos\ e longos funcionam melhor para datação AMS por eles terem massa maior de colágeno por unidade de grama.

Ossos esponjosos, tais como bola / soquetes e vértebra não tendem a preservar bem em condições adversas e podem não produzir colágeno suficiente para a análise.

Mais informações sobre ultra-filtração, de pré-tratamento e datação de ossos por radiocarbono

Flutuação da água é uma técnica comum usada para consolidar ou separar o carvão da matriz de sedimentos. Há pouca possibilidade de contaminação efetiva a partir da água, enquanto estar for potável. Uso de dispersantes de carbono não-orgânicos não afeta a amostra. Se você flutuar suas amostras, certifique-se de que todas as peneiras e os recipientes utilizados são completamente livres de carbono.
Por favor, tente evitar tocar as amostras com as mãos (introdução de óleos de mão modernos). Se a amostra for inadvertidamente tocada, esta ainda deve ser material viável para datação, no entanto, certifique-se de que o laboratório é notificado sobre essa exposição. Seque a amostra antes do envio para evitar qualquer mofo ou bolor.

Detalhes sobre pré-tratamento e datação por radiocarbono do carvão vegetal

Por favor, informe ao laboratório das condições de enterro do esterco e da probabilidade de contaminação de orgânicos circundantes. Se a sua amostra é de um ambiente de deserto, por exemplo, os passos alcalinos podem ser omitidos para manter a massa da amostra. Se a sua amostra é de um contexto de solo complexo ou é em quantidade limitada, então AMS com pré-tratamentos completos é recomendado.

Estrume tende a ser altamente resistente, uma vez que é composto de materiais orgânicos que sobreviveram ao trato digestivo. No entanto, em certas circunstâncias, pode reagir fortemente com o alcalino usado para remover os ácidos húmicos secundários. Com a análise de AMS, isso geralmente não é um problema, exceto no caso de amostras minúsculas.

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras para discutir a adequação da amostra.

Você está convidado a incluir instruções específicas sobre o pré-tratamento (por exemplo, banho ácido leve ou nenhum pré-tratamento) ou relatórios. Para os estudos modernos – valores Δ14C relatado em cima do pedido. Para estudos antigos – idade do radiocarbono corrigido para efeito de reservatório marinho- d13C e d18O estão incluídos no custo de datação por radiocarbono.

Seleção de Amostras – As amostras devem chegar pré-extraídas.

Detalhes sobre pré-tratamento e datação de foraminíferos por radiocarbono

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras.

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras.

Seleção de Amostras – O carbono para uma para datação AMS exata é muitas vezes irrecuperável ​​devido a repetidas aplicações de óleos e outros agentes de conservação ao longo do tempo. Couro inalterado de sítios arqueológicos, muitas vezes retorna datas muito razoáveis. Artefatos de couro, como armadura ou selas muitas vezes produzem resultados suspeitos.

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras para discutir a adequação da amostra e pré-tratamentos (quer seja ácido-alcalino ou ácido de extração com solvente).

Seleção de Amostras – muitas vezes pesquisadores datando horizontes de sedimentos optam por datar com AMS macrofósseis ou uma seção fina, ao invés de uma média bruta a partir de uma grande massa. Às vezes um maior volume de sedimento (não mais do que 200 gramas) é útil para a extração de fuligem, macrofósseis, ou quando uma fracção alcalino-solúvel ou não solúvel é datada. O laboratório pode fazer esses tipos de extrações.

Recomendamos que apenas a quantidade de sedimentos necessário para a análise seja enviada. Nós podemos ajudar aconselhar a respeito de quanto pode ser necessária, mas em todos os casos, o montante enviado nunca deve exceder 200 gramas. Por favor, note que a maioria das amostras de sedimentos orgânicos enviados para datação AMS exigem apenas 2-4 gramas ou menos, dependendo do teor de carbono.

Alienação de amostras de sedimentos – Por favor, note que as amostras de sedimentos recebidas de países estrangeiros, bem como muitos dos Estados americanos devem ser manuseadas de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Serviço de Inspeção do Ministério da Saúde Agrícola, Animal e Vegetal (APHIS) dos Estados Unidos. Estas orientações exigem que amostras de sedimentos importados sejam tratados quimicamente ou por calor no momento da recepção e que, eventualmente, sejam eliminadas por incineração. Como tal, as amostras de sedimento recebidos no nosso laboratório serão eliminadas dessa maneira, e infelizmente não poderão ser devolvidas.

Detalhes sobre pré-tratamento e Datação Macrofóssil vs. Sedimentos

Seleção de Amostras – requisitos de tamanho para turfa variam de acordo com o estado da turfa e seu conteúdo. Para turfas puras enviar 10-20 miligramas por AMS. Para amostras enlameadas enviar 2-10 gramas para AMS. À medida que a umidificação ou conteúdo de sedimentos aumenta, o teor de carbono disponível diminui, e torna-se mais difícil de estimar o tamanho da amostra necessária. A presença de material vegetal dentro de uma amostra de turfa parcialmente umidificada pode levar a duas fracções: um material vegetal e um sedimento orgânico.

Mais informações sobre o pré-tratamento e datação por radiocarbono de turfa

Seleção de Amostras – Fitólitos devem chegar já extraídos e prontos para serem analisados, já que o laboratório não tem capacidades de extração no momento. No entanto, teremos o prazer de colocar você em contato com especialistas que podem orientá-lo no processo de extração. Se você fizer suas próprias extrações por favor não seque por evaporação sua amostra em solventes tais como acetona ou hexano. Os passos finais devem ser realizados com um solvente hidrofílico final, tal como acetona, seguido por várias lavagens em água de alta qualidade (desionizada, Milli-Q, destilada) antes da secagem.

Fitólitos apresentados sob a forma pré-extraídos, isolados e limpos podem ser rotineiramente datados usando 200-400 miligramas de material.

Consulte o Laboratório para perguntas e questões referentes a esse tipo de amostra

Informações sobre Pré=tratamento podem ser encontradas em nossa página sobre Datação de Sementes e Grãos.

Consulte-nos caso a amostra for pequena.

As amostras de pólen deverão ser enviadas “prontas para análise”. No momento, a Beta não possui instalações para a extração e isolamento do pólen.

Preparação da amostra – A amostra deverá ser neutra (pH 6-8) para que seja possível realizar a datação por AMS. Quando há uma quantidade suficiente da amostra, uma pequena porção é testada para garantir a neutralidade. Se o extrato for ácido, ele é enxaguado com água deionizada para se obter um nível de pH neutro. No entanto, uma perda na massa da amostra pode ocorrer durante esse processo.

O pólen não precisa estar seco. A amostra poderá ser seca no laboratório. Porém, se você mesmo preferir secar a amostra, não utilize acetona ou metanol no passo final da secagem durante a preparação da amostra, pois isso poderá acarretar em resultados falsos de maior idade.

OBSERVAÇÃO: Ocasionalmente, o laboratório recebe amostras identificadas como “pólen”, mas, quando vistas pelo microscópio, verifica-se que são constituídas de vários componentes, como sedimentos, fibras, e matéria orgânica de plantas. Em tais casos, o laboratório entra em contato com o cliente para receber orientações de procedimento ou para cancelar a análise. Se a análise for levada adiante, o relatório de resultados indicará o material analisado como “matéria orgânica” em vez de “pólen”.

Pré-tratamentos em laboratório não são possíveis.

Mais detalhes sobre a datação por radiocarbono de pólen

Seleção de Amostras – Material disponível pode existir em várias formas: resíduo carbonizado de alimentos encontrados nas superfícies interiores, de carbono de combustível sobre as superfícies exteriores, agentes de têmpera extraíveis; carbono orgânico dentro da própria argila. Geralmente os resíduos orgânicos a partir das superfícies interiores são consideradas a escolha preferida, uma vez que representa o tempo de utilização da panela e constituem o material de curta duração. No entanto, de vez em quando eles não estão em uma forma capaz de sobreviver a pré-tratamentos alcalinos. Se este for o caso, entraremos em contato com você para discussão.

Mais Detalhes Sobre Datação de Cerâmica por Radiocarbono

Seleção de Amostras – Se você suspeitar que todas as conchas de um contexto têm a mesma idade, não há nenhum problema com a combinação de várias espécies para fazer uma amostra.
Dado material suficiente, o laboratório normalmente “recorta” a metade externa do invólucro durante a pré-tratamentos para eliminar qualquer carbonato secundário potencial. Por favor, considere isso quando selecionando suas amostras. Geralmente, quanto mais material fornecido, melhor a chance de dar bons resultados. No caso de amostras muito pequenas ou minúsculas, estaremos limitados a um recorte muito menor ou nenhum recorte.

Uma vez que o laboratório fará a análise do carbono-14 no carbonato, não há necessidade de se preocupar sobre como lidar com as amostras com as mãos. Se o laboratório fora analisar a fracção orgânica, as amostras não devem ser manipuladas diretamente porque os óleos modernos atuais nas mãos iriam contaminar as amostras.

Ver datação de conchas por radiocarbono para pré-tratamento e outros detalhes.

Seleção de Amostras – amostras preferidas são incisivos, caninos e molares com as raízes ainda ligadas.

Mais informações sobre pré-tratamento e datação de dentes por radiocarbono

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras.

Têxteis muitas vezes exigem tanto a extração de celulose, extração por solvente ou ambas devido ao manuseio excessivo. Devido ao alto custo para o laboratório em tempo e recursos, as taxas para a extração de solvente e a extração de celulose serão cobradas mesmo que a amostra seja cancelada.

Seleção da amostra – Se o têxtil está bem preservado, tem uma boa estrutura, e não tem sido tratado com outros materiais de conservação, a amostra é aceitável para datação AMS com pré-tratamentos alcalinos de ácido padrões. As amostras podem ser submetidas como uma tira, fibras, ou um patch.

Política para Têxteis e Arte – Beta Analytic não aceita materiais de valor comercial, incluindo materiais que são normalmente vendidos nos mercados de antiguidades. O laboratório não analisa antiguidades, livros, manuscritos ou matérias de natureza religiosa.

Por favor, veja detalhes sobre datação de têxteis por radiocarbono

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras.

Importante – Por favor, deixe-nos saber se suas amostras contêm sal ou se estavam na proximidade de qualquer local utilizando C14 marcado (C14 artificial). Isso inclui navios, laboratórios, ou lugares conhecidos por terem manipulado ou sido contaminados com C14 artificial. Os contentores de recolha e/ou transporte devem ser novos e não utilizados anteriormente para qualquer finalidade. Não adicione quaisquer produtos químicos à água após a recolha.

Não podemos aceitar amostras de água do mar que foram tratadas com cloreto de mercúrio (HgCl2) ou azida de sódio (NaN3) porque não temos as capacidades de eliminação de estas substâncias tóxicas.

Coleta de Amostras – Deixe a torneira aberta o maior tempo possível ou até que você esteja confiante de que você está coletando a água escolhida. Lavar o frasco com água corrente antes da coleta. Não acrescentar nada à água. Ao encher a garrafa, por favor deixe um pequeno espaço no topo (manter o gargalo da garrafa vazia). Isto deve permitir qualquer expansão necessária durante o transporte. Por favor, coloque os frascos dentro de um saco plástico e feche o saco com um zip-tie ou fita adesiva. Se qualquer uma das garrafas vazar durante o transporte, a água não vai enfraquecer a embalagem de papelão.

Outras instruções de amostragem de água e recipientes recomendadas são encontradas em nossa página de datação de água subterrânea.

Por favor, consulte o laboratório antes de enviar amostras.

Seleção da amostra – flutuação da água é uma técnica comum usada para consolidar ou separar a madeira da matriz de sedimentos. Há pouca possibilidade de contaminação da água, enquanto esta for potável. O uso de dispersantes não-orgânicos de carbono também é aceitável. Se você flutuar suas amostras, certifique-se de que todas as peneiras e os recipientes utilizados são completamente livres de carbono. Por favor, não toque nas amostras com as mãos descobertas, pois isso irá introduzir óleos mão modernos. Se a amostra for tocada por engano, ela ainda deve ser uma amostra viável, no entanto, certifique-se de que o laboratório seja notificado sobre essa exposição.

Recomendamos que a amostra seja seca antes do envio para evitar o desenvolvimento de mofo ou bolor. No entanto, se a secagem não for possível (por exemplo, no caso da amostra ser enviada diretamente do campo, ou amostras muito pequenas suspensas em solução), encaminhe a amostra utilizando o método de envio mais rápido possível.

A madeira conservada pode precisar ou de extração de celulose, ou de extração de solvente, ou ambas, dependendo do tipo de conservação realizado sobre o material. Se a datação por radiocarbono for cancelada, as taxas para a extração de solvente e a extração de celulose ainda serão cobradas devido aos elevados custos incorridos pelo laboratório durante o pré-tratamento.

Detalhes sobre pré-tratamento e datação de madeira por radiocarbono

Embalagem Recomendada

Coloque amostras grandes para análises por radiocarbono diretamente em sacos plásticos com fechos. Os sacos plásticos não contaminarão as amostras. As amostras pequenas ou que contêm partículas pequenas deverão ser envolvidas em lâminas de alumínio. Coloque cada uma das amostras envolvidas em lâmina de alumínio em uma sacola plástica etiquetada e com fecho.

Obs.: Manuseie APENAS uma amostra de cada vez. Inicie e conclua o processo de embalagem para cada amostra antes de iniciar o próximo. Isto evitará que você se confunda durante a embalagem das amostras.

Recomendamos que o envio das amostras seja realizado em pequenas caixas sempre que possível (em vez de usar envelopes) para proteger a integridade física das amostras durante o seu transporte Geralmente o equipamento utilizado pelos serviços postais passa os envelopes por rolos durante o processo de classificação automática e a pequena pressão exercida durante o processo é suficiente para esmagar pequenos pedaços e transformá-los em pó.

Recomendações Sobre o Envio e Endereços

Termos de Pagamento

Dicas Sobre Como Manusear Amostras