Adequabilidade da Amostra: EMA ou Datação Radiométrica?

A escolha do melhor método para a datação por radiocarbono depende da quantidade de amostra disponível ou, no caso dos materiais caros, quanto deles você pode se dar ao luxo de destruir. A datação por EMA, por exemplo, inclui a combustão da amostra para convertê-la em grafite.

Ventagens da datação por radiocarbono com AMS sobre a análise radiométrica com LSC:

AMS Radiocarbon Dating

(a) a pequena quantidade de amostra necessária (tão pouco quanto 20 mg) – portanto, ela é recomendada para a datação por radiocarbono de partículas de sangue, grãos, sementes, pequenos artefatos ou materiais muito caros ou raros;

(b) demora menos que o método radiométrico (menos de 24 horas);

(c) maior precisão do que as técnicas radiométricas.

A datação por AMS é um método avançado se comparado com a análise radiométrica, que utiliza a contagem de cintilação em meio líquido (LSC em inglês). O preço das análises com AMS é maior.

Beta Analytic já não oferece a datação radiométrica com LSC.

Serviço RadiométricoPLUS da Beta Analytic

As amostras enviadas para a datação radiométrica serão analisadas com nosso serviço RadiometricPlus, que combina técnicas de manuseio de amostras grandes com a detecção de partículas. Beta Analytic apenas oferece RadiometricPlus para carvão, estrume, turfa, plantas, sementes, conchas, corais e madeira.

Serviço RadiométricoPLUS – Este serviço padrão é para as amostras que contenham pelo menos de 3 a 4 gramas de carbono final (carbono remanescente depois que todos os pré-tratamentos necessários e sínteses químicas tenham sido realizados). Este serviço custa menos que a datação por EMA. Os resultados são divulgados em até 30 dias úteis.

Datação por EMA – A técnica de datação por radiocarbono com a técnica EMA é adequada para as amostras que contêm de 0,00025 a 0,3 gramas de carbono final. A precisão do resultado costuma variar de 0,5% a 3% da idade da amostra, independentemente do tamanho da amostra. A precisão dos resultados da datação com AMS é maior que a precisão dos resultados da datação radiométrica com LSC em amostras com mais de 10.000 anos. A precisão dos resultados oferecidos por os serviços de datação com AMS e com RadiometricPlus é a mesma.

Observação: A quantidade de amostra requerida pelo laboratório é uma estimativa conservadora. Procedimentos normais de pré-tratamento podem remover de 30% a 70% do material original enviado. A presença de água, material mineral aderido e perda de carbono devido aos pré-tratamentos químicos essenciais são fatores básicos a serem considerados na determinação da quantidade de material necessário – ex. somente 25% do peso de uma amostra limpa de carvão está disponível para análise (1 grama de carbono final, de uma amostra total de 4 gramas de carvão).