COVID-19 Notice: WE ARE OPEN AND OPERATING NORMALLY
Beta Analytic, as a laboratory, is considered an essential business under Florida's statewide Stay-at-Home Order. Taking the necessary measures to maintain employees' safety, we continue to operate and accept samples for analysis. Please contact us BEFORE sending your samples so we can recommend you the best way to proceed.

Adequabilidade da Amostra: EMA ou Datação Radiométrica?

A escolha do melhor método para a datação por radiocarbono depende da quantidade de amostra disponível ou, no caso dos materiais caros, quanto deles você pode se dar ao luxo de destruir. A datação por EMA, por exemplo, inclui a combustão da amostra para convertê-la em grafite.

Ventagens da datação por radiocarbono com AMS sobre a análise radiométrica com LSC:

AMS Radiocarbon Dating

(a) a pequena quantidade de amostra necessária (tão pouco quanto 20 mg) – portanto, ela é recomendada para a datação por radiocarbono de partículas de sangue, grãos, sementes, pequenos artefatos ou materiais muito caros ou raros;

(b) demora menos que o método radiométrico (menos de 24 horas);

(c) maior precisão do que as técnicas radiométricas.

A datação por AMS é um método avançado se comparado com a análise radiométrica, que utiliza a contagem de cintilação em meio líquido (LSC em inglês). O preço das análises com AMS é maior.

Beta Analytic já não oferece a datação radiométrica com LSC.